APELO: Prefeita de Cacoal pede que poderes do município se unam contra COVID-19

Gestão de Glaucione não avança em dois anos | REDE TV RONDÔNIA
A prefeita Glaucione Rodrigues, na noite desta terça-feira (07), pediu união entre os poderes do município de Cacoal, para a prevenção e combate ao CORONAVÍRUS.


Na sua Live diária no facebook, a prefeita falou da recomendação do Ministério Público, quanto a revogação do Decreto Municipal Nº 7607/PMC/ 2020, de 05 de abril de 2020, que antecipou a abertura de grande parte do comércio nesta segunda-feira (06), e que gerou aglomerações em vários pontos da cidade.


Decreto que foi antecipado baseado nas informações diárias da Secretaria Municipal de Saúde por meio do Coordenadoria de Vigilância Sanitária, que descartam casos de COVID-19 no município, com a Unidade Central de Saúde (UCS) aberta 24 horas, ao trabalho feito pela Prefeitura de desinfecção de vias e locais de grande fluxo com hipoclorito de sódio (água sanitária), e até mesmo o fechamento do aeroporto visando evitar proliferação do vírus na cidade.


Com todas as medidas tomadas, a prefeita Glaucione se sentiu tranquila em liberar a reabertura do comércio. Porém por decisão do Decreto Estadual 24.919, que determina que somente dia 12 de abril os municípios podem flexibilizar a abertura de estabelecimentos comerciais com serviços não essenciais estabelecidos no Decreto Nº 24.887 de Calamidade Pública em Rondônia, levou o MP/RO à pedir a REVOGAÇÃO IMEDIATA do decreto.


Mesmo sendo contrária ao entendimento do MP/RO, a prefeita disse que após se reunir com representantes de entidades do comércio, decidiu acatar com a recomendação, por sua gestão ser pautada dentro dos princípios da legalidade, buscando sempre andar na mesma direção do Poder Judiciário de Rondônia.


“Vamos obedecer a recomendação do Ministério Público, eu entendo perfeitamente a preocupação de todos os empresários, e disse para os promotores que assinaram a recomendação, que o desemprego vai aumentar, demissões são inevitáveis, e viveremos um caos social, senão entendermos todos os lados,” frizou a prefeita.


A prefeita afirmou ainda que não é momento para desentendimentos, é preciso que todos ajam da mesma maneira para que Cacoal se mantenha forte no objetivo de minimizar os impactos do COVID-19 sobre a economia.


“Juntos encontraremos a solução, não é brigando, não é falando mal, não é criticando. É hora de ter sensatez, equilíbrio, ter união entre os poderes e achar o caminho certo para caminhar,” concluiu a prefeita.

Fonte: Assessoria

Postar um comentário

0 Comentários