A REDENÇÃO DO NORDESTE: Os desafios e impactos da construção da Ferrovia Transnordestina; veja vídeo

Ferrovia Transnordestina pode voltar para o governo | EXAME
Rasgando o sertão ao meio, a Ferrovia Transnordestina é um projeto ousado. Nos canteiros de obra e trilho atrás de trilho, tudo é monumental. Depois de três anos parada por uma decisão do Tribunal de Contas da União, as obras voltaram a todo vapor entre agosto e setembro passados e, quando encerradas, prometem inserir o Nordeste como polo exportador brasileiro de grãos e minério de ferro. “É um grande desafio, mas estamos animados com a construção da ferrovia”, afirma Jorge Mello, presidente da Transnordestina S.A., subsidiária ligada à Companhia Siderúrgica Nacional responsável pelas obras.

Projeto que prevê a ligação do sertão nordestino ao oceano promete transformar a região em polo exportador do país — mas os entraves ainda são muitos



Postar um comentário

0 Comentários