POLITICAGEM: “Lula não foi confessar seus pecados com o Papa, foi fazer política”., por Por: José Aparecido Ribeiro*

Resultado de imagem para lula e o papa
Por: José Aparecido Ribeiro – Jornalista, e Licenciado em Filosofia. Católico “Lula não foi confessar seus pecados com o Papa, foi fazer política”. Lula é um animal político sem limites, escrúpulos, compaixão ou moral. A única que vale é a dele. Não foi ao Vaticano pedir perdão e nem reconhecer as atrocidades que cometeu ao lado do grupo que comandou a pilhagem desenfreada no Brasil nos últimos 40 anos. Ele não tem religião e nem acredita em Deus, o seu norte não é a bíblia e muito menos os exemplos do Papa Francisco em suas pregações dúbias, de vieses comunistas. O animal Lula reza em outra cartilha, a do Gramscismo que prega em letras garrafais que “os fins justificam os meios”. Os fins é a implantação do estado socialista, a qualquer preço e no vale tudo. 


Como católico, jornalista, licenciado em filosofia e cidadão minimamente informado desejei que a notícia deste encontro fosse uma fake-news, e a foto uma montagem. Papas também erram e o cálculo dos dividendos desse episódio, no meu modesto entendimento foi mal calculado por assessores da decadente Igreja Católica. Já no PT, os articuladores deste golpe de mestre que usou a figura do Papa, foi milimétrico e vai além das aparências, representando um gol de placa para esquerda latino americana, atolada em escândalos de corrupção por todos os lados. 


Certo é que no próximo domingo quando a coleta do dízimo for encerrada, o estrago já terá sido feito. Não é por acaso que o rebanho Católico vem reduzindo a olhos vistos e passos largos. Primeiro é pedofilia, depois especulações envolvendo o banco do Vaticano e por aí vai. Tudo isso dando espaço para os oportunistas de plantão que comandam outras religiões, tanto as cristãs como as budistas, islâmicas, indianas etc. Edir Macedo, Silas Malafaia, R.R. Soares e todos os vendedores de passaporte estrelar devem estar rindo até o canto da orelha. Foi um tapa na cara dos Católicos brasileiros dado pela autoridade máxima da igreja. Não creio que isso vá ser esquecido como os roubos na Petrobrás. 


Foi essas pessoas que nas urnas conseguiram estancar, pelo menos temporariamente a pilhagem da quadrilha comandada pelo convidado do Papa. Isso não tem como ser varrido para debaixo do tapete, ainda que a fé seja maior do que a razão. O pior é o papa declarado simpatizante dos pobres associar sua imagem à pseudo esquerda que Lula representa. O modelo adotado pelo grupo que Lula lidera é o pior que já existiu na história nacional perdendo até para a monarquia portuguesa perdulária, pois usa os pobres mantendo eles na dependência de programas que ao invés de libertá-los, aprisiona-os. 


É da pobreza, aliás, que as igrejas e esse tipo de político que Lula representa vivem. Com efeito, não há santos nesta história, ambos estão em busca de fiéis, o primeiro do dinheiro que alimenta uma das maiores instituições do mundo, que recebe todas as segundas feiras, em espécie, o outro está perdendo votos, que lhes dão mandatos para roubar e pilhar as riquezas do pais. Ou seja, essa encenação não é por acaso, tem razões veladas. Mas no fritar dos ovos, não tenho dúvida de que a Igreja Católica saiu perdendo e a esquerda conseguiu um fôlego para manter vivo o “mito” Lula, ainda que seja respirando por tubos debaixo da lama, agarrando-se a capins que sobraram das catástrofes que se seguiram nos 16 anos de PT no governo brasileiro. 


Para quem achava que os canalhas estão mortos, está ai a prova de que eles são como metástase. Seguem vivos e agindo na calada da noite, no Vaticano, nas universidades, repartições públicas, redações de jornais, TVs e rádios, no universo da internet, hospitais, e tudo que não depende da iniciativa privada, incluindo até quartéis. Esse câncer não será estirpado por meio do sufrágio escrevam, as armas terão que ser outras... jaribeirobh@gmail.com – 31-99953-7945 WhatsApp

*Por: José Aparecido Ribeiro – Jornalista, e Licenciado em Filosofia. Católico 

Postar um comentário

0 Comentários