PÃO E CIRCO: População recebe prefeito condenado por pedofilia com carreata e fogos, as vítimas que se dane; veja vídeo

Condenado por pedofilia, Adail Pinheiro é recebido com carreata e fogos em Coari

Respondendo processos por exploração sexual de crianças e por comandar um esquema milionário de fraudes em licitações e desvios de recursos públicos, Adail Pinheiro volta após 6 anos à cidade Coari, sendo recepcionado com carreata e fogos pelos moradores da cidade.

O ex-prefeito do município, fez com que a cidade se tornasse pauta nacional, devido o esquema de prostituição infantil incentivado e financiado por ele e seus assessores. Adail foi investigado por uma Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Congresso Nacional, que foi até a cidade colher o depoimentos das vítimas.

Adail esteve preso desde o dia 8 de fevereiro de 2014, onde foi condenado a 11 anos e 10 meses de prisão em regime fechado pelos crimes que cometeu. Ele foi preso pela primeira vez em 2008, durante a Operação Vorax, da Polícia Federal, por suspeita de desviar mais de R$ 40 milhões.

Apesar dos escândalos, o Tribunal de Justiça do Amazonas, com base no parecer favorável do Ministério Público do Amazonas, concluiu que o ex-político se enquadrava nos requisitos do perdão presidencial, cujas regras foram estabelecidas pelo presidente Michel Temer. O ex-prefeito cumpria pena em prisão domiciliar com o uso de tornozeleira eletrônica

Mesmo tendo um histórico negativo, Adail ainda tem força política dentro da cidade. O filho, Adail Filho, é atual prefeito de Coari e a filha, Mayara Pinheiro, foi a deputada mais votada do Amazonas


Clic na foto para assistir o vídeo no twitter

Postar um comentário

0 Comentários