FORÇA AEROLINE: FAB virou ‘empresa aérea’ privativa de autoridades: 1.470 voos e 15 mil ‘caronas’

Bolsonaro é aconselhado a punir general ou brigadeiro para esvaziar caso da cocaína

Os jatinhos da Força Aérea Brasileira (FAB) foram bastante acionados durante este ano: já fizeram 1.470 voos transportando autoridades e mais de 15 mil “caroneiros”, entre janeiro e o último dia 5 de dezembro. Apesar de apenas 30 pessoas serem autorizadas a usar aeronaves da FAB, a média de voos é de mais de quatro por dia e a omissão da legislação sobre acompanhantes liberou a festa para os “caroneiros”. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.


O levantamento sobre a “Mordomia Airlines”, a serviço dos políticos e autoridades, não inclui voos de Bolsonaro, cujos dados são secretos.

Um dos 30 agraciados, o vice-presidente Hamilton Mourão ainda não fez nenhuma solicitação ao Grupo de Transporte Especial da FAB.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, é quem mais usa jatos da FAB por nossa conta: 229 viagens “a serviço” com direito a 2,1 mil caronas.

A FAB explica que os voos podem ser a serviço, por motivos médicos ou de segurança, mas detalhes são “responsabilidade dos solicitantes”.

Postar um comentário

0 Comentários