CASO DE POLÍCIA: Aneel é contra energia solar e a favor que as distribuidoras continue roubando o consumido

Novo sistema facilita consulta sobre potencial de energia solar
A serviço das distribuidoras de energia, a “agência reguladora” Aneel vai golpear quem investiu em geração de energia solar. Em “consulta pública”, a Aneel finge submeter a “debate” o que já está decidido: taxar consumidores que acreditaram na seriedade das suas decisões e investiram em sistemas de geração solar. Já são 120.000 instalados no País. O golpe objetiva criar um faturamento extra para as poderosas distribuidoras, encarecendo e desestimulando o uso de energia solar. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Com a mudança vergonhosa, o consumidor passará a pagar pelo uso da rede da distribuidora e até pelos encargos cobrados na conta de luz.

A alegação cínica é que, hoje, a distribuidora devolve “praticamente sem custos” a energia que o consumidor gera a mais durante o dia.

O argumento falacioso esconde que a distribuidora também recebe “praticamente sem custo” a energia gerada pelo consumidor.

Nos últimos 7 anos, a geração solar distribuída gerou mais de 40.000 empregos. Bom motivo para a Polícia Federal ficar de olho na armação.

Postar um comentário

0 Comentários