HIPERSÔNICO: Novo avião britânico terá velocidade de foguete

Empresa pretende criar motores com tecnologia aeroespacial 
A empresa britânica Reaction Engines está desenvolvendo uma tecnologia para um sistema inovador de propulsão hipersônica, o SABRE (Synergetic Air-Breathing Rocket Engine).

Com essa tecnologia, a empresa pretende produzir um motor potente, que tenha o consumo de combustível de um motor a jato e a alta velocidade de um foguete.

Com isso, uma viagem entre Austrália e o Reino Unido poderá durar apenas 4 horas. Hoje uma viagem entre os dois países dura de 16 a 30 horas.

Os motores SABRE permitirão que as aeronaves realizem voos cinco vezes mais rápidos que os motores a jato tradicionais.

Um dos obstáculos é garantir que os motores alcance altas velocidades sem superaquecer e sem danifica-los.

A empresa britânica já tem um projeto chamado pré-resfriador para garantir a funcionalidade do motor. Os aviões com motores hipersônicos devem ser lançados em 2030.

Para desenvolver os motores com eficiência, a companhia tem parceiros aeroespaciais, entre eles estão a ESA, agência espacial europeia, e a agência espacial do Reino Unido.

*Estagiária do R7, sob supervisão de Pablo Marques

Postar um comentário

0 Comentários