ÍNDIO NÃO QUER APITO: Preso Cacique que estuprou criança de 9 anos

Cacique é preso por estuprar criança de nove anos; vítima relatava dores e apresentava sangramento
O cacique de uma tribo indígena, de 35 anos, identificado como J.M.E.W., foi preso por suspeita de estuprar uma menina de nove anos. A vítima deu entrada por volta de 1 hora da madrugada, desta sexta-feira (5), na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Barra do Garças (a 509 quilômetros de Cuiabá). Ela relatava dores nas genitálias e apresentava sangramento. 

Uma equipe de policiais militares do 5º Comando Regional foi acionada pelo médico plantonista da UPA, que informou que uma criança tinha sinais característicos de estupro. A vítima chegou acompanhada da mãe e de uma enfermeira da Casa do Índio. Ela reclamava de dores da genitália e sua calcinha apresentava manchas de sangue.

A enfermeira informou que a criança foi levada da Casa do Índio ainda pela manhã pelo possível estuprador, para um lugar que ainda não foi esclarecido, retornando somente por volta das 22h.

A mãe da criança relatou que o suspeito é cacique da tribo São Marcos, localizada no município de General Carneiro. Ele teria utilizado de sua posição para ganhar confiança da família, mantendo a criança o dia inteiro com ele. Durante este período, estuprou a criança três vezes.

A equipe policial acionou o Conselho Tutelar e rapidamente localizou o suspeito que se encontrava dormindo na Casa do Índio. Ele foi detido e encaminhado para a Delegacia de Polícia Judiciária Civil, onde foi autuado em flagrante por estupro de vulnerável.

Através do exame do Instituto Médico Legal (IML), foi confirmado que criança sofreu estupro. Durante o exame também foi coletado material genético, que irá confirmar se o cacique é o autor do crime.

olhardireto

Postar um comentário

0 Comentários