PERIGO NO SHOPPING: Criança tem mão mutilada em escada rolante em Shopping


Manaus, AM  – Na noite da última terça-feira, 25, uma criança de dois anos teve sua mão mutilada numa escada rolante do Shopping Ponta Negra, na zona oeste de Manaus.

De acordo com o relato da mãe do menino em uma rede social, a criança estava próxima aos avós quando prendeu os dedos da mão ao descer a escada rolante.

A criança precisou passar por uma cirurgia de reconstrução dos dedos no hospital Samel, onde permanece em observação.

Essa é terceira ocorrência envolvendo acidentes com criança dentro do Shopping Ponta Negra.

Relato da mãe por uma rede social


Dia 25 de junho de 2019 às 20:40h, quando saíamos do Shopping Ponta Negra, Eu mãe do Benício Gabriel de 2 anos e 5 meses, minha mãe, meu padrasto e minha filha, durante um passeio que era pra ser divertido uma noite em família, se tornou um terror durante a descida na escada rolante meu filho colocou a mão direita na escada fazendo com que fosse puxada e esmagando parcialmente seus dedinhos, 3 dedos quebrados, sangue, desespero foi a única coisa que tivemos, minha mãe caiu na escada em movimento, bateu o braço na hora na tentativa de salvar a mão do Benício de ser totalmente esmagada, meu padrasto correu para buscar o botão de emergência na tentativa de parar a escada rolante porém não havia no local nenhum botão sinalizado. Procuramos desesperadamente o ambulatório do shopping ponta negra, gritamos, choramos e desesperados por ver nosso pequeno chorando ensanguentado e ninguém veio prestar socorro. Até que um segurança nos levou até uma sala que não tinha nenhum suporte para emergência, pediu para esperar pois a moça responsável pelo ambulatório estava em seu horário de intervalo, esperamos por 10 longos minutos até que ela chegou, totalmente despreparada, sem saber o que fazer, a única coisa que dizia era “FAZ UM BALÃO PRA ELE” (uma criança que teve a mão esmagada vai querer brincar de balão?) O bombeiro super grosso, sem nenhuma empatia pela situação, pediu grosseiramente para gente se retirar da sala, ( Será que ele deixaria o seu filho sozinho naquela situação?) Super grosso e ainda nos chamou de estressados . Eu fiz o procedimento de limpeza e imobilização com a camisa do meu filho e uma atadura que a mesma que se diz técnica de enfermagem me deu, não tinha material de apoio, ela trouxe um soro aberto, sem identificação de validade e um degermante que grosseiramente queria esfregar na mão do meu filho, eu tive que tirar a mão dela pois literalmente ela não sabia o que tava fazendo. Não tivemos nenhum apoio por parte de pessoas que deveriam ser treinadas para ajudar em caso de emergências. Não foi acionado o suporte móvel, não tivemos NADA, a não ser um mal atendimento, uma demora para liberar a nossa saída do estacionamento porque não havíamos pago o ticket de estacionamento e o rapaz que fica na cancela, mesmo já ter sido autorizado viu nosso desespero e mesmo assim queria uma autorização para nos deixar sair sem pagar o estacionamento. A vontade que deu foi sair quebrando tudo e correr com ele para o pronto socorro. Benicio passou por uma cirurgia, por uma limpeza e reconstrução dos seus dedinhos, está tomando antibióticos, segue choroso e com muita dor. E o shopping ponta negra segue lucrando, recebendo seus clientes normalmente, e se quer fizeram abriram um chamado, pegaram nossos dados para uma ligação para saber pelo menos se estava tudo bem com o Benício.

Fica o alerta aos pais quanto aos riscos e perigos na escada rolante e ao shopping ponta negra obrigada pela falta de empatia em um momento de extremo desespero. 


Com informações do Expresso AM.

Postar um comentário

0 Comentários