ÚLTIMO PASSEIO: 29 turista morreram em acidente com carro que fazia um city tour

As vítimas mortais do acidente que envolveu um autocarro turístico no Caniço, na Madeira, têm entre 40 e 60 anos de idade e são “maioritariamente de nacionalidade alemã“. Em conferência de imprensa na manhã desta quinta-feira, o conselho de administração do serviço regional de saúde adiantou que nove dos feridos já tiveram alta e confirmou que entre os mesmos não se encontra qualquer criança.

Naquela unidade hospitalar do Funchal, Hospital Dr. Nélio Mendonça, deram entrada 28 feridos do acidente, tendo um vindo a morrer já nos cuidados intensivos, elevando assim para 29 o número de vítimas mortais (as restantes 28 morreram no local).

Dos feridos que permanecem no hospital, oito estão internados no serviço de ortopedia, quatro na unidade de cuidados intensivos e um na unidade de serviços intermédios cirúrgicos. Outros seis estão em observação no serviço de urgência.

A presidente do conselho de administração do serviço regional de saúde, Tomásia Alves, salientou a “perfeita articulação” com a Proteção Civil, que permitiu dar resposta em “tempo recorde” à tragédia. “E só foi possível porque conseguimos que todos os profissionais desta casa, de uma forma pronta e voluntária, se apresentassem ao serviço”, sublinhou.

Neste momento, decorre ainda a fase de identificação das vítimas, razão pela qual “ainda não nos é possível fazer chegar as informações que os familiares necessitam”, disse Tomásia Alves.

No entanto, a responsável adiantou que até sábado o gabinete médico-legal deverá conseguir concluir o processo de identificação dos corpos, assim como as respetivas autópsias necessárias no âmbito do inquérito que decorre.



Tomásia Alves explicou ainda que foi prestado “apoio psicológico e espiritual” a todas as vítimas que chegaram ao hospital e que a unidade hospitalar prestará atualizações sobre o estado de saúde dos feridos diariamente através de comunicado.

Recorde-se que na quarta-feira, pelas 18h30, um autocarro turístico com 56 pessoas despistou-se numa ravina, rebolando num terreno na zona do Caniço de Baixo, no concelho de Santa Cruz, provocando a morte de 29 pessoas e 27 feridos.

O Ministério Público já ordenou a abertura de um inquérito para apurar as causas deste acidente.

Fonte: notícia ao minuto

Postar um comentário

0 Comentários