O FUTURO EXCLUÍDO: Prefeito comprometendo o futuro das nossas crianças; vídeos




Estudantes, pais e comunidade do distrito ribeirinho de Calama, realizaram uma manifestação na manhã desta quinta-feira (4) fechando a escola General Osório, em protesto pela falta de transporte escolar desde outubro de 2018.

A situação é tão grave que centenas de estudantes da região sequer começaram o ano letivo em 2019. De acordo com os pais, essa situação vem tirando o sono da comunidade, que sofrem impotentes vendo seus filhos serem prejudicados.

A escola General Osório é da rede pública estadual de ensino, porém a reponsabilidade do transporte de 28% dos alunos matriculados nesta unidade é da Prefeitura de Porto Velho através de parceria com o executivo estadual que promove o repasse de verba para esse serviço.

Veja os vídeos:


 rondoniaovivo

Postar um comentário

0 Comentários