EFEITO GLOBO LIXO: Equipe de reportagem da Rede Amazônica é agredia durante cobertura de evento

Na manhã desta segunda-feira (1º), durante apuração de um homicídio que ocorreu dentro de uma casa de shows na Zona Oeste de Manaus, uma equipe da Rede Amazônica - afiliada da Rede Globo - foi agredida. O segurança do estabelecimento e supostos parentes da vítima do crime avançaram contra o repórter Leandro Guedes e o repórter cinematográfico Michel Castro. O caso foi registrado no 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

A equipe estava em frente à casa de show apurando os fatos e, por volta das 6h da manhã, acompanharam a chegada da viatura do Instituto Médico Legal (IML) que foi ao local recolher o corpo da vítima. O portão foi aberto e Michel Castro começou a fazer o registro.

Durante a filmagem, o segurança do estabelecimento bateu com o portão em Michel. O homem tentou uma segunda vez e Michel o impediu com a perna direita. Em seguida, o segurança empurrou o cinegrafista na área do estacionamento.

Outras cinco pessoas - supostos parentes da vítima - vieram em direção a Michel. Neste momento, o repórter Leandro Guedes pediu calma, mas eles não pararam.

Guedes segurou dois dos homens pela camisa, mas um terceiro foi por trás dele e tentou acertar um soco no cinegrafista. Michel levantou a câmera pra defender o rosto e o rapaz atingiu o equipamento. O repórter acabou perdendo o equilíbrio e caiu.

Alguns policiais militares seguraram o agressor e o conduziram para dentro da casa de show. Michel machucou a cabeça e o joelho. Partes do equipamento foram quebradas.

Um boletim de ocorrência foi registrado no 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), localizado no bairro Santo Agostinho, na Zona Oeste da cidade. A equipe também foi submetida ao exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML).

Sindicato dos jornalistas repudia agressão

Em nota, a diretoria do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Amazonas (SJP/AM) e a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) manifestaram repúdio a todo e qualquer ato de desrespeito e de obstrução do livre exercício da profissão de jornalista.

Os órgãos defenderam que a imprensa exerce o papel fundamental das garantias constitucionais, sendo uma delas o direito à liberdade de imprensa, segundo a Constituição Federal de 1988, no artigo 5º, inciso X.

O SJP/AM se solidarizou com a equipe da Rede Amazônica, o jornalista Leandro Guedes e o cinegrafista Michel Castro agredidos, e se colocou à disposição para encaminhamento das medidas judiciais que se fizerem necessárias.

g1am

Postar um comentário

0 Comentários