AVIÃO NO CHÃO: Avião da FAB cai em área rural

Moradores e pessoas que passavam pela localidade do Passo do Vigário, área rural de Viamão, na Região Metropolitana, na tarde desta sexta-feira (5), presenciaram uma cena pouco comum. Um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) caiu em um sítio na região por volta das 16h. Os dois pilotos que ocupavam o caça modelo A-1B durante treinamento ejetaram-se antes de a aeronave tocar o solo e explodir, segundo a Força Aérea Brasileira (FAB). Ambos estão bem e recebem atendimento médico.

Segundo o tenente da Brigada Militar Alex Moreira, moradores relataram que viram um dos pilotos se ejetando e o avião explodindo.

Próximo do local da queda, ficou um rastro de galhos de árvores quebrados, latarias e resquícios de fumaça. O local é cercado por uma espécie de banhado, que foi isolado para os trabalhos de militares e de bombeiros de Viamão, que auxiliaram no atendimento. Um helicóptero da BM sobrevoou a região para isolar o espaço aéreo. O caça caiu em uma área que fica a cerca de 2 quilômetros da RS-040 e pouco antes do pedágio de Águas Claras. Como o local era de difícil acesso, poucas pessoas além da imprensa e de agentes de segurança estavam próximos da área do incidente.

O estudante Luís Henrique Rocha, 19 anos, estava nas dependências da Escola Técnica de Agricultura (ETA) no momento do incidente. Rocha, que é ex-aluno da instituição, estava auxiliando um técnico da escola na condução de gados de corte quando viu a aeronave passando pela região. Em seguida, ele ouviu alguns estrondos antes da queda do avião.

— Quando a gente viu deu dois estouros. Acho que era o piloto e o copiloto evacuando da aeronave. Como estávamos muito apavorados com aquilo que estávamos olhando, a gente não teve reação de gravar. Logo depois dos estouros, o avião começou a cair e teve a explosão. Coisa feia o troço — relatou Rocha.

Junto a Rocha também estava Igor Chamurro, 19 anos. Ele disse um helicóptero chegou na região logo após o acidente. Chamurro disse que não viu rastro de fogo e nem de fumaça enquanto a aeronave perdia altitude.

— A gente estava olhando o gado. Eu vi quando o paraquedas dos caras abriu e fez barulho. Depois, a gente acompanhou o avião caindo e a exploAvião caiu na zona rural de Viam

Acidente afetou operação no Salgado Filho

A Fraport, que administra o Aeroporto Internacional Salgado Filho, informou que as operações de pouso e decolagem foram suspensas entre as 16h06min e as 16h24min por causa da queda da aeronave. Os pilotos decretaram emergência antes do acidente.

"Neste período, quatro pousos e cinco decolagens foram impactados. A partir de 16h30min, as operações foram retomadas com maior espaçamento entre pousos e decolagens, com prioridade para os voos que chegam a Porto Alegre", diz a empresa em nota.


zerohora

Postar um comentário

0 Comentários