SEM CREDIBILIDADE: Médicos não aceitam salários e condições de trabalho oferecidos pelo município

Prefeitura de Porto Velho convocou em 31 de janeiro 2019, em regime estatutário, 40 profissionais médicos para preencherem o quadro da Secretaria Municipal de Saúde (SEMUSA), na atenção básica e de urgência e emergência. Até o momento nenhum dos convocados se apresentou.

Uma outra convocação de 16 profissionais médicos já tinha sido feita em 30 de novembro de 2018 e apenas seis dos convocados se apresentaram para assumir seus postos.

Segundo o jornalista Carlos Caldeira que entrou em contato com alguns dos profissionais convocados, são vários os motivos que levaram os profissionais desistirem de compor o quadro de estatutários do município de Porto Velho, entre eles estão:

1- A prefeitura paga mal;

2- Insalubridade no local de trabalho

3- Insegurança, risco eminente de agressão pela população

Postar um comentário

0 Comentários