NA FRALDA: Assaltantes levam bebê como refém depois de limparem residência

Cacoal, RO  - Um bebê de oito meses foi levado como refém por dois homens na manhã da sexta-feira (30), após os suspeitos roubarem a casa onde a criança mora com a mãe e dois irmãos, na área rural de Cacoal (RO) município a 480 quilômetros de Porto Velho. Para terem acesso à residência, os suspeitos chegaram no local pedindo permissão para pegar mangas. Duas crianças de 3 e 6 anos de idade foram trancadas em um guarda-roupa.

A vítima contou aos policiais militares que pela manhã, dois homens chegaram na casa pedindo permissão para pegar mangas, eles apanharam as frutas e foram embora. Passado algum tempo, apareceu uma jovem pedindo café. A vítima disse que não tinha e a suspeita ficou no quintal da casa durante alguns minutos comendo manga, em seguida saiu sentido BR-364.

Logo na sequência da saída da jovem, a vítima foi abordada por dois homens que saíram do matagal e a surpreenderam, a ameaçando com uma faca. Eles anunciaram o assalto, sendo que um deles a agarrou pelo pescoço e a manteve imobilizada, enquanto o outro recolhia pertences da casa.

Aos policiais a vítima disse ainda que os homens estavam com camisetas enroladas na cabeça, estilo toca ninja, mesmo assim ela conseguiu reconhecê-los como sendo os mesmos homens que haviam pedido manga para ela, pela manhã.

Após roubar os objetos da casa, como uma televisão, uma botija de gás e alimentos, um dos infratores pegou o filho da vítima, um bebê de oito meses, e saiu com ele para o matagal, dizendo que o soltaria somente quando estivessem seguros após o crime.

Quando saíram da casa com a criança, a mãe viu que eles entraram no mato logo à frente, as margens da BR-364, momento em que surgiu um homem em uma motocicleta, com a jovem que havia pedido o café, eles conversaram com os infratores, pegaram alguns objetos e todos fugiram sentido perímetro urbano de Cacoal.

A vítima ouviu o choro do bebê e o encontrou há aproximadamente 20 metros da casa, em meio ao matagal. As outras duas filhas da vítima, uma de três e outra de seis anos, foram trancadas em um guarda-roupa da casa.

Após pegarem informações no local, os policiais fizeram buscas, mas não localizaram os suspeitos. A polícia investiga o caso.

Postar um comentário

0 Comentários