MIL E UMA UTILIDADES: Uso de pele de tilápia em queimaduras desenvolvido no Ceará é destaque no The Times

A pesquisa da utilização da pele de tilápia no tratamento de queimaduras, desenvolvida por pesquisadores do Ceará, volta a ser destaque mundial. A alternativa foi destaque no site do jornal The Times da última segunda-feira (24), em reportagem com o título “Fishy treatment for burns gives children chance to be Aquaman”: tratamentos com peixes para queimaduras dá às crianças a chance de ser Aquaman.

“Inicialmente, os pacientes ficaram assustados com a ideia de usar a pele de um peixe em seu corpo. As maiores preocupações eram se as peles sairiam depois, se o odor dos peixes permaneceria ”, disse Felipe Rocha, pesquisador da equipe da Universidade Federal do Ceará, no Brasil

Como funciona: aplicação do curativo

As tilápias são retiradas do açude Castanhão, em Jaguaribara, maior reservatório de água doce do Ceará, localizado a 260 quilômetros de Fortaleza. “As peles são lavadas no local de retirada com água corrente pela própria equipe, colocadas em caixas isotérmicas e levadas para o Banco de Pele na Universidade Federal do Ceará”, explica Edmar Maciel, cirurgião plástico coordenador da fase clínica em andamento no Instituto José Frota (IJF).


cearanews7.com

Postar um comentário

0 Comentários