Menina “sem sexo” recebe registro e vai emitir documentos

Plácido de Castro, AC - O pesadelo da jovem Ana Paula, de 16 anos, registrada em um cartório de Plácido de Castro com “sexo ignorado”, acabou.

Na manhã desta terça-feira (6), acompanhada pela mãe, a doméstica Ana Paula Silva do Nascimento, a estudante recebeu das mãos da desembargadora Waldirene Cordeiro, no prédio do Tribunal de Justiça do Acre, o registro onde finalmente consta que ela é do sexo feminino.

Esse erro no documento impedia a jovem de emitir seus documentos e atormentava a mãe, que há mais de 2 anos tentava conseguir o RG para matricular a filha na escola e ter acesso a outros benefícios.

“Quero agradecer a todos vocês que me ajudaram a conseguir o registro da minha filha. A gente é de família humilde e não tinha como ajeitar isso. Hoje finalmente esse sofrimento acabou”, disse a mãe da garota ao receber o documento.

Ao tomar conhecimento do caso, tornado publico em uma reportagem do ac24horas, publicada em 10 de outubro desse ano, o Judiciário do Acre determinou que o cartório corrigisse o documento e emitisse novo registro com o sexo definido da adolescente.

A mãe contou que Ana Paula está matriculada em uma escola da Vila Campinas, onde moram, mas que só conseguiu colocar a filha na sala de aula porque a direção da escola viu a reportagem e se comoveu com o caso da garota.

Agora, mãe e filha vão procurar a OCA para requerer toda a documentação que já deveriam ter em mãos.
Fonte: ac24horas

Postar um comentário

0 Comentários