Mãe e médica vão parar na delegacia depois da morte de bebê na UPA



Porto Velho, RO  - A morte de um bebê de dois meses gerou uma intensa confusão na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da zona Leste de Porto Velho. A médica de plantão foi acusada de negligência pela mãe, que ameaçava matá-la.

Uma guarnição da Polícia Militar foi acionada e a mãe de 24 anos junto com a médica foram encaminhadas para prestar esclarecimentos ao delegado de plantão na Central de Flagrantes.

A médica informou que a criança chegou em estado grave na UPA com infecção urinária e acusa a mãe de maus tratos. Já a mãe disse que há dois dias levou o filho no hospital Cosme e Damião e depois de medicado foi liberado. Nesta terça-feira, o bebê voltou a passar mal e ela o levou para a UPA. Após serem ouvidas, a médica e a mãe foram liberadas. A Polícia Civil irá investigar o caso.
Rondoniaovivo

Postar um comentário

0 Comentários