Esposa entra na justiça contra insinuação de que seu marido é gay

Brasília, DF - A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu dar prosseguimento à queixa-crime por injúria apresentada por Sámya Rocha, esposa do senador eleito pelo Maranhão Weverton Rocha (PDT-MA). Ela se sentiu ofendida em razão de uma publicação feita no Twitter pelo senador maranhense Roberto Rocha (PSDB-MA) contra o marido. O tucano insinuou que Weverton tinha um caso com o presidente do PDT, Carlos Lupi. “Não entendo o motivo dos constantes ataques que me fazem os pedetistas Lupi e Weverton. Logo eu que sempre torci pela felicidade do casal”.

Para Sámya, o senador do PSDB teria agido no intuito de atingir a honra e reputação de seu marido e também a imagem pública de sua relação conjugal.

A esposa afirma ainda que Roberto, ao insinuar a existência de um relacionamento extraconjugal de Weverton, teria manifestado um pensamento que ofende a imagem que ela tem de si, chamando-a de mulher traída.

Em tempo

Carlos Lupi também é muito amigo do senador eleito pelo Ceará Cid Gomes (PDT-CE).

Postar um comentário

0 Comentários